quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Biografia de Jérôme Lalande

Jérôme Lalande
Joseph Jérôme Lefrançois de Lalande. Nasceu em Bourg-en-Bresse, a 11 de Julho de 1732, e, faleceu em Paris, a 4 de Abril de 1807. Jérôme Lalande foi um astrônomo francês. Consagrou-se no estudo dos planetas do sistema solar, publicando em 1759 uma edição corrigida das tabelas de Edmond Halley (1656-1742), onde adiciona uma história do cometa de Halley que foi observável aquele ano. Com a ajuda de Alexis Clairaut e de Nicole-Reine Lepaute, ele calcula a data de regresso e os elementos orbitais. Em 1778 abandona temporariamente o estudo das estrelas para a hidrologia, redigindo "Des Canaux de Navigation, et spécialement du Canal de Languedoc". Apresentou cerca de 250 artigos sobre astronomia, contribuindo enormemente para a divulgação e popularização desta matéria. É o autor de uma crônica das ciências da sua época em dois volumes denominada "Bibliographie Astronomique" (1804). Adquiriu fama com as publicações que emitiu sobre o trânsito de Vênus de 1769. Jérôme Lalande é um dos 72 nomes na Torre Eiffel.

Biografia

Lalande nasceu na cidade francesa de Bourg-en-Bresse (atualmente departamento de Ain). Seus pais o mandaram muito jovem para Paris para estudar Direito, mas, durante sua estadia no Hôtel Cluny coincidiu com Joseph-Nicolas Delisle, foi aprendendo astronomia e logo se destacou como um aluno exemplar, sendo juntamente com Pierre Lemonnier os pupilos prediletos de Delisle. Lalande concluiu, não obstante, seus estudos de jurisprudência em Paris e exerceu a advocacia em sua cidade natal. Quando Lemonnier obteve a permissão para fazer observações lunares, ele convidou Lalande e ambos se uniram com a expedição dirigida por Nicolas Louis de Lacaille no Cabo da Boa Esperança. Este trabalho lhe proporcionou o acesso como membro da Academia de Ciências de Berlim. Pouco a pouco foi se tornando num astrônomo popular e sua casa se tornou em um seminário improvisado. Entre seus alunos estavam Jean-Baptiste Joseph Delambre, Giuseppe Piazzi, Pierre Méchain e seu próprio neto Michel Lalande. Graças às publicações que fez em relação com o transito de Vênus de 1769, conseguiu boa parte de fama; contudo, sua terrível personalidade foi desgastando a sua popularidade. Em 1795, foi um dos dez membros originais do comitê fundador do Bureau des Longitudes.

Trânsito de Vênus

Em 1771, usando os dados combinados dos trânsitos de 1761 e 1769, Jérôme Lalande calculou a unidade astronômica em 153 milhões de quilômetros (± 1 milhão de km). A precisão foi menor do que a esperada por causa do efeito da gota negra, mas ainda assim foi uma melhoria considerável nos cálculos de Horrocks. Maximilian Hell publicou os resultados da sua expedição em 1770, em Copenhague. Baseado nos resultados da sua própria expedição, mais as de Wales e Cook, ele apresentou outro cálculo da unidade astronômica: 151,7 milhões de quilômetros. Lalande questionou a precisão e a autenticidade da expedição de Hell, mas mais tarde recuou em um artigo no Journal des Sçavants, em 1778.

Principais obras

- Traité d’astronomie (dois volumes, 1764, quatro volumes, de 1771 à 1781, três volumes, 1792).
- Astronomie des dames (1785).
- Abrégé de navigation (1793).
- Histoire céleste française (1801).
- Bibliographie astronomique (1803).
- Voyage d’un français en Italie (1769).
- Des Canaux de Navigation, et spécialement du Canal de Languedoc (1778).

Bibliografia

- Guy Boistel, Jérôme Lalande, Premier Astronome Médiatique, Les génies de la science, n° 32, août-octobre 2007, pp.10–13.

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Jérôme_Lalande
https://pt.wikipedia.org/wiki/Trânsito_de_Vênus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.