quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Biografia de Hippolyte Fizeau

Hippolyte Fizeau
Armand Hippolyte Louis Fizeau. Nasceu em Paris, a 23 de Setembro de 1819, e, faleceu em Venteuil, a 18 de Setembro de 1896. Hippolyte Fizeau foi um físico francês. Descendente de família rica, iniciou cedo sua formação científica. Em 1860 foi eleito para a Academia Francesa e, em 1878, ingressou no Bureau des Longitudes. Em 1849 desenvolveu com sucesso um mecanismo bastante simples que permite medir a velocidade da luz, a chamada Roda de Fizeau.

Pesquisas

Seus primeiros trabalhos foram dedicados à melhoria do processo fotográfico. Juntamente com Léon Foucault investigou os fenômenos de interferência da luz e de transmissão de calor. Em 1848, descobriu independentemente de Christian Andreas Doppler o efeito Doppler para as ondas eletromagnéticas. Na França este efeito é conhecido como efeito Doppler-Fizeau. Em 1849 publicou resultados de medidas da velocidade da luz utilizando um instrumento desenhado por ele e Foucault (experimento de Fizeau e Foucault). Esta foi a primeira vez que se obteve uma medida direta da velocidade da luz. Em 1850 em colaboração de E. Gounelle pôde medir a velocidade da propagação da eletricidade. Em 1853 descreveu um método para aumentar a eficiência das indutâncias num circuito eléctrico utilizando condensadores. Posteriormente estudou a expansão térmica dos sólidos e utilizou um método de interferências para medir a dilatação de materiais cristalinos. Em 1868 sugeriu utilizar um método interferométrico para medir os diâmetros estelares. Um método que foi posto em prática, mas sem êxito devido às limitações técnicas da época, pelo astrônomo Édouard Jean Marie Stephan (1837-1923). Em 1860 passou a fazer parte da Academia Francesa e em 1878 do Bureau des Longitudes, dois dos maiores reconhecimentos por parte da comunidade científica francesa. Também ingressou na Accademia Nazionale dei Lincei. Foi laureado com a medalha Rumford em 1866 e nomeado membro estrangeiro da Royal Society em 1875. A primeira medição satisfatória da velocidade da luz foi realizada em 1849, na qual se usou uma roda dentada que girava rapidamente e disposta de maneira que a luz de um foco após refletir-se num espelho semitransparente, passava através de um dos furos da roda refletindo-se em seguida num espelho, e fazendo girar a roda a uma velocidade adequada conseguia que a luz refletida passasse através do furo seguinte da roda.

Roda de Fizeau

Em 1849, o físico francês Armand-Hyppolyte-Louis
(Imagem: Theresa_knott).
Fizeau (1819-1896) determinou a velocidade da luz no ar realizando o experimento conhecido como Roda de Fizeau ou Experimento da Roda Dentada. A experiência consistia em colocar uma roda dentada no topo de uma montanha, havendo um espelho por trás e um outro espelho há uma distância d. Então, mediu-se o tempo para a luz partir de um ponto, chegar ao espelho e ser refletido de volta para o ponto inicial. Para medir o tempo com a maior precisão possível, Fizeau usou uma roda dentada que transformava feixes contínuos de luz em pulsos luminosos. Em seu experimento, Fizeau utilizou uma distância de 8.633m e uma roda com 720 dentes, que girava numa frequência de 12,6Hz. Após o experimento, ele encontrou uma velocidade de 315.000 Km/s.

Referências
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hippolyte_Fizeau
https://es.wikipedia.org/wiki/Hippolyte_Fizeau
https://pt.wikipedia.org/wiki/Roda_de_Fizeau

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.