terça-feira, 27 de outubro de 2015

Biografia de Hans Christian Oersted

Hans Christian Ørsted
Hans Christian Ørsted. Nasceu em Rudkøbing, a 14 de Agosto de 1777, e, faleceu em Copenhague, a 9 de Março de 1851. Hans Christian Ørsted foi um físico e químico dinamarquês. É conhecido sobretudo por ter descoberto que as correntes elétricas podem criar campos magnéticos que são parte importante do Electromagnetismo. As suas descobertas moldaram a filosofia pós-kantiana e os avanços na ciência durante o final do século XIX. Foi também o primeiro pensador moderno a descrever explicitamente e denominar a experiência mental.

Juventude e estudos

Ørsted desenvolveu o seu interesse pela ciência enquanto jovem devido ao seu pai, Søren Christian Ørsted, que era dono de uma farmácia. Ele e o seu irmão, Anders Sandøe Ørsted, receberam a maior parte da sua educação inicial em casa como autodidatas, partindo para Copenhague em 1793 com o fim de realizar os exames de entrada na Universidade de Copenhague. Ambos os irmãos passaram e distinguiram-se academicamente na Universidade. Por volta de 1796, Ørsted recebeu honrarias pelos seus artigos sobre estética e física. Em 1801, Hans recebeu uma bolsa de estudo para viajar e um subsídio estatal que o possibilitaram de passar três anos viajando pela Europa. Na Alemanha conheceu Johann Wilhelm Ritter, um físico que acreditava na existência de uma ligação entre eletricidade e magnetismo. A existência dessa ligação fez sentido para Ørsted, uma vez que acreditava na unidade da natureza, e, como tal, que haveria necessariamente uma ligação entre muitos fenômenos naturais. As conversações entre ambos levaram Ørsted ao estudo da física. Tornou-se professor na Universidade de Copenhague em 1806 e continuou a sua pesquisa sobre a corrente eléctrica e a acústica. Sob a sua orientação, a Universidade desenvolveu um programa de física e química ampliado e instituiu novos laboratórios.

Eletromagnetismo

Enquanto se preparava para uma palestra na tarde de 21 de Abril de 1820, Ørsted desenvolveu uma experiência que forneceu evidências que o surpreenderam. Enquanto preparava os seus materiais, reparou que a agulha de uma bússola deflectia do norte magnético quando a corrente elétrica da bateria que estava a usar era ligada e desligada. Esta deflexão convenceu-o que os campos magnéticos radiam a partir de todos os lados de um fio carregando uma corrente eléctrica, tal como ocorre com a luz e o calor, e que isso confirmava uma relação direta entre eletricidade e magnetismo. À época desta descoberta, Ørsted não sugeriu nenhuma explicação satisfatória para o fenômeno, nem tentou representar o fenômeno numa estrutura matemática. No entanto, três meses mais tarde deu início a investigações mais intensivas. Pouco depois publicou as suas descobertas, provando que a corrente eléctrica produz um campo magnético à medida que flui através de um fio. A unidade CGS da indução eletromagnética (Oersted) foi assim designada em honra dos seus contributos no campo do electromagnetismo. As suas descobertas resultaram numa pesquisa intensa em electrodinâmica por parte da comunidade científica, influenciando o desenvolvimento de uma forma matemática única que representasse as forças magnéticas entre condutores portadores de corrente por parte do físico francês André-Marie Ampère. As descobertas de Ørsted representaram também um grande passo em direção a um conceito de energia unificado.

Alumínio

Em 1825, Ørsted deu um contributo significativo à química ao produzir alumínio pela primeira vez. Embora uma liga metálica alumínio-ferro tenha sido anteriormente desenvolvida pelo cientista e inventor britânico Humphry Davy, Ørsted foi o primeiro a isolar o elemento através da redução do cloreto de alumínio.

Oersted (unidade)

Oersted é a unidade CGS de intensidade do campo magnético (ou intensidade magnética).

Definição

1 Oersted (1 Oe) vale exatamente \frac{1000}{4 \pi} Ampères por metro, o que equivale a aproximadamente 79,6 A/m.

Denominação

A unidade recebeu esse nome em homenagem a Hans Christian Ørsted, que descobriu, em 1820, que as correntes elétricas podem criar campos magnéticos, estabelecendo assim um dos marcos iniciais do estudo do Eletromagnetismo.

Poesia

Ørsted foi também um poeta e escritor com obras publicadas. A sua série poética Luftskibet ("A Aeronave") foi inspirada pelos voos de balão do seu amigo físico e mágico de cena Étienne-Gaspard Robert.

Morte e legado

Ørsted morreu em 1851, e foi enterrado no Cemitério Assistens em Copenhague. A nota de 100 coroas dinamarquesas lançada de 1950 a 1970 apresenta uma gravura de Ørsted. Atualmente, os edifícios que abrigam o Departamento de Química e o Instituto de Ciências Matemáticas da Universidade de Copenhague são designados por Instituto Hans Christian Ørsted em sua homenagem. O primeiro satélite dinamarquês, lançado em 1999, foi designado 'Danny Kaye' Ørsted também em sua honra. Em 14 de Agosto de 2009 o Google comemorou o seu nascimento apresentando um logótipo temático dedicado a Christian Ørsted.

Assinatura


Referências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.