domingo, 1 de junho de 2014

Gabiroba (fruta)

Gabiroba (imagem: fanut.ufg.br).
Gabiroba. A gabiroba, guabiroba, guabirova, guavirova, gavirova, araçá-congonha ou guavira é o fruto produzido pela gabirobeira, um arbusto silvestre que cresce nos campos e pastagens do cerrado brasileiro.

Etimologia

"Gabiroba", "guabiroba", "guavirova", "gavirova" e "guabirova" originam-se da junção dos termos tupis wa'bi, "ao comer" e rob, "amargo". "Araçá" originou-se do termo tupi ara'sá e "congonha" originou-se do termo tupi kõ'gõi, "o que mantém o ser".

Descrição

É um fruto arredondado, de coloração verde-amarelada, com polpa esverdeada, suculenta, envolvendo diversas sementes muito parecido com uma goiabinha. Ela pode ser consumida ao natural ou na forma de sucos, doces e sorvetes e ainda serve para fazer um apreciado licor.
A planta apresenta duas variedades:

  • C. pubescens var. coarectatum Otto Karl Berg.
  • C. pubescens var. pubescens.

 

Ocorrência

Gabiroba
A gabiroba é uma planta nativa do Brasil, sendo muito encontrada nos cerrados das regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Sendo disseminada para outros países da América do Sul, é muito encontrada na Argentina e Uruguai. No sul do Brasil, na região norte e oeste do Paraná além da variedade de cerrado, dissemina-se também a variedade arbórea que alcança vários metros de altura, produzindo frutos com sabor e aparência da variedade de campo, porém quando maduros apresentam a cor amarela.

Cultivo

A gabirobeira vive em clima tropical quente, com baixo índice pluviométrico, devendo estar sempre exposta ao sol. Não é exigente quanto ao solo, crescendo inclusive em terrenos pobres. No entanto, quando é cultivada, apresenta maior preferência pelos solos do tipo vermelho-amarelo. A necessidade de água é moderada. A propagação se dá através de sementes, que devem ser semeadas logo após a extração do fruto porque perdem rapidamente a capacidade germinativa. Pode ser cultivada em canteiros. A colheita geralmente ocorre no mês de novembro. Os frutos podem ser conservados em sacos plásticos na geladeira ou congelador.

Outras Informações

  • Composição química: proteínas, carboidratos, niacina, sais minerais, vitaminas do complexo B
  • Partes usadas: frutos, folhas e brotos
  • Propriedades medicinais: adstringente e antidiarréica. A infusão das folhas é relaxante para aliviar dores musculares, através de banhos de imersão
  • Usos na culinária: os frutos são consumidos ao natural e usados no preparo de geleias, sucos, doces, sorvetes, pudins, licores, batidas ou curtidos na cachaça


Taxonomia

Campomanesia pubescens foi descrita por (DC.: Augustin Pyrame de Candolle) Otto Karl Berg e publicado em Linnaea (revista) 27 (4): 429. 1854 [1856].

Sinonímia
  • Abbevillea widgreniana (O.Berg) O.Berg
  • Britoa eriantha (Cambess.) O.Berg
  • Campomanesia affinis O.Berg
  • Campomanesia apiculata Barb.Rodr. ex Chodat & Hassl.
  • Campomanesia australis O.Berg
  • Campomanesia bracteolata Kiaersk.
  • Campomanesia campestris O.Berg
  • Campomanesia corymbosa (Cambess.) O.Berg
  • Campomanesia cuneata O.Berg
  • Campomanesia dimorpha O.Berg
  • Campomanesia discolor O.Berg
  • Campomanesia diversifolia Barb.Rodr.
  • Campomanesia eriantha (Cambess.) Blume ex B.D.Jacks.
  • Campomanesia eriantha (Cambess.) Blume ex Mattos
  • Campomanesia erosa (Miq.) Govaerts
  • Campomanesia fusca O.Berg
  • Campomanesia gomesiana Handro & Mattos
  • Campomanesia hassleri Barb.Rodr.
  • Campomanesia heterophylla O.Berg
  • Campomanesia houlletii O.Berg
  • Campomanesia lanceolata O.Berg
  • Campomanesia obversa (Miq.) O.Berg
  • Campomanesia ovalifolia O.Berg
  • Campomanesia paranensis D.Legrand
  • Campomanesia pohliana O.Berg
  • Campomanesia reticulata O.Berg
  • Campomanesia rhytidophylla O.Berg
  • Campomanesia rugosa O.Berg
  • Campomanesia salviifolia O.Berg
  • Campomanesia suaveolens (Cambess.) O.Berg
  • Campomanesia trichosepala Barb.Rodr.
  • Campomanesia virescens O.Berg
  • Campomanesia warmingiana Kiaersk.
  • Campomanesia widgreniana O.Berg
  • Campomanesia yerutiensis Barb.Rodr. ex Chodat & Hassl.
  • Guajava hians (Mart. ex DC.) Kuntze
  • Psidium corymbosum Cambess.
  • Psidium erianthum Cambess.
  • Psidium erosum Miq.
  • Psidium hians Mart. ex DC.
  • Psidium obversum Miq.
  • Psidium pubescens Mart. ex DC.
  • Psidium suaveolens Cambess.

Referências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.