sexta-feira, 30 de maio de 2014

Biografia de Leopold Ritter von Sacher-Masoch


Leopold Ritter von Sacher-Masoch
Leopold Ritter von Sacher-Masoch. Nasceu em Lviv, a 27 de Janeiro de 1836, e, faleceu em 9 de Março de 1895. Leopold Ritter von Sacher-Masoch foi um escritor e jornalista austríaco, cujo nome esteve na base da criação, pelo psiquiatra alemão Richard von Krafft-Ebing, do termo masoquismo. O termo deriva de seu nome graças ao seu romance A Vênus de Peles (1870) onde um dos personagem atinge o gozo após ser surrado pelo amante da sua esposa. Durante sua vida, Sacher-Masoch ganhou renome por seus contos galicianos. Era conhecido também como um homem das letras, às vezes comparado com Ivan Turgeniev, que era visto como um potencial sucessor de Johann Wolfgang von Goethe. Foi um pensador utópico que com suas visões regionalista, moralista e doutrinária expôs um pouco das idéias socialistas e humanistas em seus escritos. Alguns de seus textos foram traduzidos para português por Carlos von Koseritz.

Masoquismo
Masoquismo é uma tendência ou prática parafílica, pela qual uma pessoa busca prazer ao sentir dor ou imaginar que a sente. Em um sentido extenso pode-se considerar como masoquismo também a forma de prazer com a humilhação verbal. O termo masoquismo deriva do escritor austríaco Leopold von Sacher-Masoch. O masoquismo é uma tendência oposta e complementar ao sadismo. Uma relação onde as duas tendências se complementam é denominada sadomasoquista. A denominação masoquismo define o prazer sexual relacionado com o desejo de sentir dor no corpo, será mediante a humilhação e dominação, o termo foi descrito pelo médico alemão Richard von Krafft-Ebing. Entretanto, verifica-se que em muitos casos o prazer não advém exatamente da sensação corpórea de dor, mas sim de uma situação de inferioridade perante o parceiro sexual. Atualmente o masoquismo está incorporado às subculturas SM (sadismo-masoquismo) e BDSM (Bandage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo um grupo de padrões de comportamento sexual humano), como uma forma de expressão sócio-sexual coletiva ou individual.

Sadomasoquismo
Sadomasoquismo refere-se a relações entre tendências diferentes entre pessoas buscando prazer sexual. O termo sadomasoquismo seria a relação entre tendências opostas, o sadismo e masoquismo. O sadismo é a tendência em uma pessoa que busca sentir prazer em impor o sofrimento físico e moral a outra pessoa. O masoquismo é a tendência oposta ao sadismo, é a tendência em uma pessoa que busca sentir prazer em receber o sofrimento físico e moral de outra pessoa. A relação destas duas tendências não representa que a mesma pessoa possui as duas tendências e sim um contato entre pessoas com tendências opostas, sadomasoquismo não é uma tendência e sim relações entre tendências. O sadomasoquismo nem sempre envolve o sexo com penetração, sendo muito comum a masturbação mútua.

A Vênus das Peles (livro)
A Vênus das Peles é a obra mais conhecida de Leopold von Sacher-Masoch. O autor teve, em vida, o projeto de publicar uma coleção de livros chamada "O Legado de Caim", na qual trataria a condição humana na Terra. A história de A Vênus das Peles é protagonizada por Severin, um jovem nobre, cujo pai possuía terras na região da Galícia (Europa Oriental); e Wanda, uma também jovem viúva que vivia em sua propriedade nos Cárpatos. A paixão entre os dois personagens se inicia com uma discussão sobre a possibilidade de efetiva felicidade das duas partes em uma relação duradoura entre homem e mulher. Wanda e Severin discutem a possibilidade de uma relação entre homem e mulher trazer efetiva felicidade para ambas as partes. Uma suposta tendência a dominação rege a discussão, frequentemente representada pela figura de um martelo que golpeia uma bigorna, acusando que no amor um necessariamente domina (o martelo) e o outro necessariamente é dominado (a bigorna). A solução para a discussão é o elemento que tornou célebre o livro de Sacher-Mascoh, Severin sugere a Wanda que seja o seu escravo, acordo que é selado com um contrato que põe a vida de Severin nas mãos de sua amada. A história é salpicada de cenas em que o personagem é amarrado e chicoteado por Wanda e, mesmo, por uma cena em que ele é posto a puxar uma arado sob chicotadas. Severin declara sentir prazer com tais experiências, durante as quais, pede que sua amante vista-se com roupas de peles de animais. O prazer em sentir dor e humilhação relatados pelo escritor foram eternizados sob o termo derivado de seu nome masoquismo pelo psiquiatra Richard von Krafft-Ebing. Ficando ainda mais conhecido depois que Sigmund Freud o emprega. No entanto, esse aspecto parece ser apenas o pano de fundo para a discussão da dominação no seio de uma relação amorosa; a qual Sacher-Masoch conclui ao final do livro: "[…] a mulher, tal como a natureza criou e como o homem atualmente a educa, é sua inimiga, podendo tão-somente ser sua escrava ou sua déspota - jamais a sua companheira. Isto, só quando ela tiver os mesmos direitos que ele, só quando por nascimento, pela formação e pelo trabalho, for igual a ele".

Referências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.