sexta-feira, 11 de abril de 2014

Anabolismo


Anabolismo x Catabolismo
Anabolismo. (do grego: ana = para cima; ballein = lançar) é a parte do metabolismo que conduz à síntese de moléculas complexas substâncias a partir de moléculas mais simples. Alguns exemplos são a produção de açúcares pelas plantas a partir da fotossíntese e a síntese proteica. O anabolismo só ocorre em alta energética, caso esteja em baixa energética, acontece o catabolismo. Esses processos não são espontâneos, já que há uma diminuição do caos das moléculas (variação da energia livre de Gibbs positiva ou ΔG>0), logo é necessária energia para que essa complexação aconteça. Em quase todas as vezes essa energia provém da quebra de ligações de compostos de trifosfatados (os últimos principalmente), como ATP e GTP. Pode ser necessário também poder redutor, na forma de coenzimas transportadoras de elétrons, como NADH, NADPH e FADH2, como na biossíntese de ácidos graxos. Nos humanos, o controle de processos anabólicos em escala celular são feitos principalmente por efetores alostéricos, assim como em células de outras espécies. Mas esse controle pode também ser feito por hormônios como a insulina.
Anabolismo de carboidratos
Os hidratos de carbono são moléculas orgânicas que contêm um grupo carbonilo(aldeído ou cetona) e mais grupos hidroxilo (OH-. Sua síntese ocorre através de diversas vias: A fotossíntese para criar glicose em organismos fotossintéticos. O glicogênese para a polimerização de glicogênio a partir da glucose.
Anabolismo protéico
As proteínas são polímeros de aminoácidos. São o produto da ligação de aminoácidos por ligações peptídicas .
Exemplos de processos anabólicos:
  • Formação de proteínas a partir de aminoácidos.
  • Biossíntese de ácidos graxos,
  • Via de produção de bases nitrogenadas a partir dos esqueletos carbônicos de aminoácidos.

Funções
O anabolismo é responsável por:
  • A produção dos componentes celulares e tecidos corporais e, por tanto, do crescimento.
  • O armazenamento de energia mediante a ligação química em moléculas orgânicas (amido, glicogênio, triglicerídeos).
As células obtêm a energia do meio ambiente através de três tipos diferentes de fonte de energia que são:
  • A fotossíntese nas plantas, graças à luz solar.
  • Outros compostos orgânicos, tais como os organismos heterótrofos.
  • Compostos inorgânicos como as bactérias quimiotróficas que podem ser autótrofas ou heterótrofas.
Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.