terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Charles Tellier e a Conservação de Alimentos pelo Frio


Charles Tellier
Charles Tellier. (Louis Abel Charles Tellier). Nasceu em Amiens, a 29 de Junho de 1828e, faleceu em Paris, em 1913. Tellier foi um engenheiro francês. Em 1868, Tellier iniciou experimentos sobre refrigeração, demonstrando em 1872 a possibilidade de conservar carne, mantendo seu sabor próprio, mediante uma corrente contínua de ar frio, equipando um navio com máquinas frigoríficas, em 1876. Recebeu o Prêmio Joest em 1911, concedido pelo Institut de France, e, em 1912, foi cavaleiro da Legião de Honra (França). Em 1867, também construiu o “cavalo amônico”, que era um motor de amoníaco capaz de arrastrar um trator.

Biografia


Filho de um industrial arruinado pela revolução de 1848, estudou as características do amoníaco, um adubo concentrado e depois a produção doméstica de ar comprimido. O proveito da produção de ar comprimido foi representado em Paris, mas o barão Hausmann lhe deu este conselho: "o gelo falta em Páris quando os invernos são quentes, deveria ocupar-se de produzi-lo de maneira artificial". Nesta época, para se conservar os alimentos, enchia-se uma grande panela com neve e gelo. Este método de conservação herdado dos romanos era aleatório. Em 1856, Charles Tellier apoiou-se nos trabalhos laboratoriais de Michael Faraday, que obteve uma temperatura de 11 graus Celsius, e de Charles Thilorier que, por liquefação, conseguiu baixar a temperatura a 79 graus Celsius. Dois anos mais tarde, Tellier criou sua primeira máquina frigorífica à circulação de gás amoníaco líquido para a produção de frio de uso doméstico e industrial. Esta invenção, que transformou o mundo moderno, foi aperfeiçoada e, em 1865, construiu uma máquina de compressão mecânica à gás líquido e a instalou na fábrica do mestre chocolateiro Menier. Charles Tellier descobriu o método de refrigeração por cascatas, que retorna um fluido facilmente liquefeito, tal como o dióxido de enxofre, utilizado para determinar a liquefação de outro líquido mais difícil de liquefazer, como o dióxido de carbono. Este princípio foi utilizado e racionalizado vinte anos depois. Charles Tellier morreu em 1913 na pobreza. Pouco antes de morrer disse a um de seus familiares: "A escolta dos pobres me espera, mas o destino final dos trabalhadores não me assusta".


Obras

  • Histoire d'une invention moderne, le frigorifique, 1910.
     

Referências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.