terça-feira, 16 de julho de 2013

A Origem do Corpo de Bombeiros - parte 2


Estado do Maranhão

Histórico

Brasão do CBMMA
O Corpo de Bombeiros do Maranhão foi instituído em 1901, mas efetivamente estruturado em 1903. Em 1926 foi incorporado à Polícia Militar. No período ditatorial do Estado Novo foi desvinculado da PM, voltando a ser reintegrado em 1959. Pela Constituição Estadual de 1989 a Corporação adquiriu autonomia da Polícia Militar, efetivamente consolidada em 1992.

Estrutura Operacional

  • 1º GBM (Grupamento de Bombeiro Militar) - São Luís;
  • 2º GBM - São Luís;
  • 3ª GBM - Imperatriz;
  • 4ª GBM - Balsas;
  • 5ª GBM - Caxias;
  • 7ª GBM - Pinheiro;
  • GBMAR - Grupamento de Bombeiros Marítimo;
  • GEM - Grupamento de Emergência Médica;
  • SCI - Seção de Combate a Incêndios.


Estado do Mato Grosso

Histórico

Brasão do CBMMT
O serviço de combate a incêndios de Mato Grosso foi criado anexo à estrutura da Polícia Militar estadual, em 19 de Agosto de 1964, sob a denominação de Companhia Independente de Bombeiros. O efetivo era constituído por quarenta e dois militares, tendo por primeiro comandante o então Segundo Tenente Amilton Sá Corrêa, formado pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar de São Paulo, em 1966. Em 1994 a Corporação desvinculou-se da Polícia Militar, passando a usufruir de autonomia administrativa e financeira, subordinando-se diretamente à Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública.

Estrutura Operacional

  • 1° BBM - Batalhão de Bombeiro Militar - Cuiabá;
  • 2° BBM - Várzea Grande;
  • 3° BBM - Rondonópolis;
  • 4° BBM - Sinop;
    • 1° CIBM - Companhia Independente de Bombeiro Militar – Barra do Garças;
    • 2° CIBM - Cáceres;
    • 3° CIBM - Tangará da Serra;
    • 4° CIBM - Nova Xavantina;
    • 5° CIBM - Nova Mutum;
    • 6° CIBM - Primavera do Leste;
    • 7° CIBM - Alta Floresta;
    • 8° CIBM - Pontes e Lacerda;
    • 9° CIBM - Jaciara;
    • 10° CIBM - Sorriso;
    • 11° CIBM - Campo Verde;
    • 12° CIBM - Colíder;
    • 13° CIBM - Lucas do Rio Verde.



Estado do Mato Grosso do Sul

Histórico

Brasão do CBMMS
A origem do CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul) é a mesma da do CBMMT (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso); pois ambos formavam um mesmo Estado até 1977. O serviço de combate a incêndios na região compreendida hoje pelo Estado de Mato Grosso do Sul se iniciou em 13 de Janeiro de 1970. O então Comandante Geral da PMMT (Polícia Militar de Mato Grosso) determinou que o Aspirante a Oficial PM, José Reis Pouso Salas, selecionasse no 2º BPM (Batalhão de Polícia Militar) o efetivo para a criação de uma futura Unidade do Corpo de Bombeiros em Campo Grande. Em 25 de Setembro de 1970 foi dado início ao 2º Destacamento da Companhia Independente de Bombeiros. O efetivo inicial contava com trinta e três integrantes: dois aspirantes a oficial, um sargento, um cabo e vinte e nove soldados, equipados com quatro viaturas. A inauguração oficial do quartel ocorreu em 06 de Março de 1971, com a denominação de 2º Pelotão da Companhia Independente de Bombeiros. Em 01 de Abril de 1975 esse pelotão passou a designar-se 2º Subgrupamento de Bombeiros. Em Outubro de 1977 ocorreu a subdivisão do Estado de Mato Grosso; passando a efetivamente existir o Estado de Mato Grosso do Sul em Janeiro de 1979. Em 1989 o Corpo de Bombeiros desvinculou-se da Polícia Militar, passando a dispor de estrutura administrativa e financeira própria.

Curiosidade
O primeiro telefone de emergência funcionou com o número 4-7777, mas enquanto este número não foi instalado, os bombeiros eram acionados através de uma emissora de rádio da cidade (Rádio Cultura AM). O solicitante telefonava para a emissora e a mesma informava "no ar", para que a guarnição se deslocasse para a ocorrência.
Estrutura operacional

Comando de Bombeiros Metropolitano- Campo Grande

  • 1º GB (Grupamento de Bombeiros) - Área Sul;
  • 6º GB - Área Norte.
Comando de Bombeiros do Interior
  • 2º GB - Dourados;
    • 2º SGB (SubGrupamento de Bombeiros ) - Fátima do Sul;
    • 3º SGB - Maracaju;
  • 3º GB - Corumbá;
  • 4º GB - Ponta Porã;
    • 2º SGB - Amambai;
  • 5º GB - Três Lagoas.

  • 1º SGB - Aquidauana;
  • 2º SGB - Jardim;
    • 2ª SB (Seção de Bombeiros) - Porto Murtinho;
  • 3º SGB - Nova Andradina;
    • 2ª SB - Ivinhema;
  • 4º SGB - Paranaíba;
    • 2ª SB - Aparecida do Taboado;
  • 5º SGB - Coxim;
  • 6º SGB - Naviraí;
    • 2ª SB - Mundo Novo;
  • 7º SGB - Chapadão do Sul.

Estado de Minas Gerais

Histórico

Brasão do CBMMG
O serviço de combate a incêndios de Minas Gerais foi oficialmente criado em 1911. Inicialmente houve uma pequena disputa entre a extinta Guarda Civil, segmento uniformizado da Polícia Civil, e a Força Pública do Estado, atual Polícia Militar, sobre o controle da nova Corporação. Prevaleceu a versão militarizada, sendo efetivada uma Companhia de Bombeiros anexa ao 1º Batalhão da Força Pública em 1913. No período ditatorial de Getúlio Vargas o Corpo de Bombeiros foi desvinculado da PM; voltando a ser reintegrado em 1966. Em 1999 o CBMMG adquiriu autonomia da Polícia Militar, passando a dispor de estrutura administrativa e financeira próprias. Houve também, na mesma época, a mudança do nome de; Corpo de Bombeiros da Polícia Militar para Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. O fardamento da Corporação foi completamente reformulado, com vistas a diferenciá-la da Polícia Militar.

Denominações

  • Companhia de Bombeiros - 1913;
  • Companhia dos Sapadores Bombeiros - 1926
  • Corpo de Bombeiros da Força Pública - 1931
  • Corpo de Bombeiros do Estado - 1934
  • Corpo de Bombeiros da Polícia Militar - 1966
  • Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais - 1999

Estrutura Operacional

  • 1º BBM (Batalhão de Bombeiro Militar) - Belo Horizonte;
  • 2º BBM - Contagem;
  • 3º BBM - Belo Horizonte;
  • 4º BBM - Juiz de Fora;
  • 5º BBM - Uberlândia;
  • 6º BBM - Governador Valadares;
  • 7º BBM - Montes Claros;
  • 8º BBM - Uberaba;
  • 9º BBM - Varginha;
  • 10º BBM - Divinópolis;
  • B.O.A. - Batalhão de Operações Aéreas em Belo Horizonte.

Estrutura Hierárquica

  • Cel BM - Coronel;
  • Ten Cel BM (Tenente Coronel);
  • Maj BM - Major;
  • Cap BM - Capitão;
  • 1º Ten BM (Primeiro Tenente);
  • 2ºTen BM (Segundo Tenente);
  • Asp BM (Aspirante a Oficial);
  • Cad BM (Cadetes de Primeiro, Segundo, Terceiro, e Quarto Anos);
  • Al BM (Aluno do CHO);
  • SubTen BM (Subtenente);
  • 1ºSgt BM (Primeiro Sargento);
  • 2ºSgt BM (Segundo Sargento);
  • 3ºSgt BM (Terceiro Sargento);
  • Cb BM (Cabo);
  • Sd 1ª Cl BM (Soldado de Primeira Classe);
  • Sd 2ª Cl BM (Soldado de Segunda Classe "Recruta");
A complementação BM significa "Bombeiro Militar".

Estado do Pará

Histórico
Brasão do CBMPA
O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará (CBMPA) é uma Corporação cuja missão primordial consiste na execução de atividades de defesa civil, prevenção e combate a incêndios, buscas, salvamentos e socorros públicos no âmbito do estado do Pará. Ele é Força Auxiliar e Reserva do Exército Brasileiro, e integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Brasil. Seus integrantes são denominados Militares dos Estados pela Constituição Federal de 1988, assim como os membros da Polícia Militar do Estado do Pará.

Estrutura operacional

  • 1° GBM (Grupamento de Bombeiro Militar) - Belém;
  • 2° GBM - Castanhal;
  • 3° GBM - Ananindeua;
  • 4° GBM - Santarém;
  • 5° GBM - Marabá;
  • 6° GBM - Barcarena;
  • 7° GBM - Itaituba;
  • 8° GBM - Tucuruí;
  • 9° GBM - Altamira;
  • 10° GBM - Redenção;
  • 11° GBM - Breves;
  • 12° GBM - Santa Izabel do Pará;
  • 13° GBM (a ser instalado) - Xinguara;
  • 14° GBM (a ser instalado) - Tailândia;
  • 15° GBM - Abaetetuba;
  • 1° GBS (Grupamento de Busca e Salvamento) - Belém;
  • 2º GBS/GSE (Grupamento de Socorro e Emergência - Belém;
  • GMAF (Grupamento Marítimo e Fluvial) - Belém.
    • 1° SGBM/I (Subgrupamento de Bombeiro Militar / Independente) - Belém;
    • 2° SGBM/I - Icoaraci;
    • 3° SGBM/I - (desativado);
    • 4° SGBM/I - Salinópolis;
    • 5° SGBM/I - Capanema;
    • 6° SGBM/I - Belém;
    • 7° SGBM/I - Belém;
    • 8° SGBM/I - (desativado);
    • 9° SGBM/I - Cametá;
    • 10° SGBM/I - Parauapebas;
    • 11° SGBM/I - Belém;
    • 12° SGBM/I - Bragança;
    • 1° SGPA (Subgrupamento de Proteção Ambiental) - Paragominas;
      • 1ª SBM/I (Seção de Bombeiro Militar / Independente) - Marituba;
      • 2ª SBM/I - Belém;
      • 5ª SBM/I - Belém.

Estado da Paraíba
Histórico 
Brasão do CBMPB
O Corpo de Bombeiros da Paraíba foi criado em 09 de Junho de 1917, com a denominação de Seção de Bombeiros da Força Pública do Estado. Atualmente suas atividades estão definidas pela Lei Estadual de n° 8.444, de 28 de Dezembro de 2007.

Estrutura Operacional

  • QCG (Quartel do Comando Geral);
  • BBS (Batalhão de Busca e Salvamento);
  • 1° BBM (Batalhão de Bombeiro Militar);
  • 2° BBM - Campina Grande;
  • 3° BBM - Guarabira;
  • 4° BBM - Patos;
  • 5° BBM - Cajazeiras;

Patrono: Gen Aristarcho Pessoa C. Albuquerque.
Lema: Vida Alheia e Riquezas Salvar.


Veja também (continuação da postagem...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.