terça-feira, 14 de maio de 2013

Eukles e a Maratona

Eukles
Eukles, também chamado de Thersippos, Phillippides, Fidípedes, Feldípedes, segundo a tradição de Plutarco e Luciano de Samósata, foi um soldado ateniense (Grécia). Em 12 de Setembro de 490 A. C. os gregos derrotaram os persas na célebre Batalha de Maratona, pequena vila da Grécia Antiga, na Ática, 32 km a Nordeste de Atenas. Logo que se decidiu a vitória, o soldado Eukles destacou-se do exército e correu rumo de Atenas, para levar a feliz notícia da vitória. Correndo sem descanso por mais de 40 km, chegou completamente exaurido à cidade; e depois de exclamar: “Regozijai-vos! A vitória é nossa”, caiu morto. Em homenagem a esse soldado os gregos acrescentaram aos Jogos Olímpicos a corrida da Maratona, cujo percurso foi mais tarde estabelecido em 42.195 km.

Feidípides ou Fidípides (em grego: Φειδιππιδης) foi um soldado ateniense que, segundo Heródoto, foi enviado para buscar ajuda em Esparta antes da batalha de Maratona, em 490 a.C.. Chegou a Esparta um dia depois, tendo corrido uma distância de no mínimo 200 quilômetros. No caminho de volta, conta a lenda que ele encontrou o deus Pan. A prova da maratona baseia-se em que Feidípides teria corrido os 42 km separando Atenas de Maratona a fim de participar da batalha de mesmo nome contra os persas, na primeira das guerras médicas. Os atenienses acabaram vencendo a batalha, e os persas recuando para os seus navios e partindo em direção à Atenas. Com medo de que os persas fizessem revanche contra a cidade desprotegida e desavisada sobre o destino da batalha de Maratona, Filípedes teria retornado, sempre correndo, à Atenas para avisar do sucesso na batalha. Após ter anunciado a vitória «nenikekamen!», caiu morto, devido à enorme exaustão. Devido ao seu gigantesco esforço, Atenas teve tempo de se organizar, fechar a cidade e passar ilesa ao ataque persa.

A Maratona

Maratona é o nome de uma corrida realizada na distância oficial de 42,195 km, normalmente em ruas e estradas. Única modalidade esportiva que se originou de uma lenda, seu nome foi instituído como uma homenagem à antiga lenda grega do soldado ateniense Feidípedes, um mensageiro do exército de Atenas, que teria corrido cerca de 40 km entre o campo de batalha de Maratona até Atenas para avisar os cidadãos da cidade da vitória dos exércitos atenienses contra os persas e morrido de exaustão após cumprir a missão. Uma das mais longas, desgastantes e difíceis provas do atletismo, a maratona é, ininterruptamente, uma prova olímpica desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos, em Atenas 1896. Sua distância atual, percorrida pela primeira vez em Londres 1908, só se tornou oficial em 1921. Popularizada em fins do século XX como corrida de massa, mais de 500 maratonas são realizadas anualmente em todo mundo. Algumas delas são disputadas por apenas algumas dúzias de atletas enquanto outras podem comportar dezenas de milhares deles. É, tradicionalmente, o último evento dos Jogos Olímpicos.

A Maratona lendária

Maratonistas a caminho de Atenas em 1896.
Reza a lenda que, no ano de 490 a.C., quando os soldados atenienses partiram para a planície de Marathónas para combater os persas na Primeira Guerra Médica, suas mulheres ficaram ansiosas pelo resultado porque os inimigos haviam jurado que, depois da batalha, marchariam sobre Atenas, violariam suas mulheres e sacrificariam seus filhos. Ao saberem dessa ameaça, os gregos deram ordem a suas esposas para, se não recebessem a notícia da sua vitória em 24 horas, matar seus filhos e, em seguida, suicidarem-se. Os gregos ganharam a batalha, mas a luta levou mais tempo do que haviam pensado, de modo que temeram que elas executassem o plano. Para evitar isso, o general grego Milcíades ordenou a seu melhor corredor, o soldado e atleta Feidípedes, que corresse até Atenas, situada a cerca de 40 km dali, para levar a notícia. Feidípedes correu essa distância tão rapidamente quanto pode e, ao chegar, conseguiu dizer apenas "vencemos", e caiu morto pelo esforço. No entanto, Heródoto conta – no que é considerada por historiadores modernos como apenas uma versão romanceada – que, na realidade, Feidípedes foi enviado antes da batalha a Esparta e outras cidades gregas para pedir ajuda, e que tivera de correr duzentos e quarenta quilômetros em dois dias, voltando à batalha com os reforços necessários para vencer os persas. Só depois disso, teria corrido até Atenas para anunciar a vitória e então morrer pelo esforço. Seja como for, cerca de 2400 anos mais tarde, em 1896, quando da criação dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, Feidípides foi homenageado com a criação dessa prova, cuja distância foi estipulada em cerca de 40 km – a distância aproximada de Maratona a Atenas – mas que desde 1921 tornou-se oficialmente de 42,195 km, depois de ser disputada nesta distância em Londres 1908.

Referências:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.