quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Horace Wells: O Descobridor da Anestesia Dentária


Dr. Horace Wells
Horace Wells. Dentista norte-americano. Nasceu em 21 de Janeiro de 1815, em Hartford, Vermont, e, faleceu a 24 Janeiro de 1848. Wells aplicou o óxido nitroso como anestésico geral nas extrações dentárias que, posteriormente, se difundiu por todo o mundo. As propriedades anestésicas do óxido nitroso, ou gás hilariante, foram observados pouco depois de ter sido preparado pela primeira vez pelo químico inglês Joseph Priestley em 1772. Mas ninguém o usou como anestésico até 1844. Em 10 de Dezembro daquele ano, Horace Wells, um dentista da cidade de Hartford, Connecticut, EUA, assistiu a uma palestra em que os presentes eram entretidos com gás hilariante. Wells viu uma pessoa sob a influência do gás, arranhar a canela em um banco pesado e ainda assim não apresentar qualquer sinal de dor. Wells era um homem compreensivo e ficava muito angustiado por causa da dor que causava nos seus pacientes. Ele imediatamente pensou em usar o gás como anestésico. Mas antes de usá-lo em outros, ele o experimentou em si mesmo. Logo no dia seguinte, ele sentou na cadeira usada pelos pacientes e inalou o gás até perder os sentidos. Daí um colega arrancou-lhe o dente do siso que causava dor. Esse foi um acontecimento histórico. Finalmente a odontologia indolor havia chegado.

Biografia

Nascido em Hartford, Vermont, Wells freqüentou a escola Walpole, em New Hampshire antes de estudar odontologia em Boston. Quando formado, estabeleceu um consultório em Hartford, Connecticut, com um sócio chamado William T. G. Morton, que chegaria à fama por utilizar o éter como anestésico em 16 de Outubro de 1846.

Experimento com o óxido nitroso

Monumento de Horace  Wells em Hartford (Bushnell Park).
Wells experimentou pela primeira vez os efeitos do óxido nitroso, ou, gás hilariante, em 1844, quando se ofereceu como voluntário para que Gardner Quincy Colton, um membro de um circo ambulante, provasse nele. Wells não sentiu nada, e foi o primeiro paciente cirúrgico sob anestesia quando mais tarde, nesse mesmo ano, seu sócio John Riggs lhe extraiu um dente. Desde então, Wells começou a utilizar o gás em seus próprios pacientes. Wells não tentou patentear sua descoberta, ele declarou que "livrar-se da dor deveria ser tão gratuita como o ar". Em 1845, em Boston, realizou uma demostração perante um grupo de estudantes de medicina no Hospital Geral de Massachusetts. No entanto, o gás não foi administrado de forma correta e o paciente chegou a gritar de dor. O público vaiou Wells e deixou o local gritando Fraude! Fraude”! Depois deste acontecimento, Wells perdeu todo o seu prestígio na comunidade médica. Mais tarde, porém, voltou a utilizar a anestesia para extrair um de seus próprios dentes, comprovando sua eficácia. Depois deste acontecimento infeliz, Wells abandonou a odontologia e se dedicou a ser um vendedor durante os dois anos seguintes, viajando por Connecticut, vendendo canários, chuveiros e vários outros tipos de utensílios domésticos. Em 1847, ele se mudou para Paris após seu antigo sócio William Morton realizar uma demostração bem-sucedida dos efeitos da anestesia.

Wells se torna um viciado

Placa honorífica a Hoace Wells.
Algum tempo depois de haver regressado para os Estados Unidos, Wells tornou-se viciado em clorofórmio. Naquela época não se conhecia os efeitos ao inalar clorofórmio e éter. Em Janeiro de 1848, Wells experimentou consigo mesmo o clorofórmio durante uma semana. Sua mente foi se deteriorando. Um dia, em estado de delírio, saiu correndo pela rua e jogou ácido sulfúrico em duas prostitutas. Ele foi enviado para a famosa prisão novaiorquina de Tombs. A medida que os efeitos da droga foram desaparecendo, sua mente foi clareando; já lúcido, se deu conta do que havia cometido. Em seguida, ele se suicidou, cortando uma artéria da perna com uma navalha de barbear depois de haver inalado uma dose analgésica de clorofórmio para eliminar a dor. Wells está enterrado no Cemitério Cedar Hill em Hartford, Connecticut.

Reconhecimentos

Em 1864, de forma póstuma, a Associação Dental Americana reconheceu Wells como o descobridor da anestesia moderna, e a Associação Médica Americana fez o mesmo em 1870. Em Place des États-Unis, Paris, foi erigido um monumento em sua memória.
 
Na cultura popular

  • A história dos experimentos com drogas do Dr. Wells foi explorada num episódio do Science Channel's Dark Matters: Twisted But True na história intitulada "Jekyll VS Hyde" (comparando-a com o Strange Case of Dr Jekyll and Mr Hyde).
  • O poeta Samuel Amadon escreveu sobre a vida do Dr. Wells em seu poema de The Hartford Book entitled "Wells."

Referências
http://es.wikipedia.org/wiki/Horace_Wells

APSF - Setembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.