sábado, 18 de agosto de 2012

Christiaan Barnard



Christiaan Barnard
Christiaan Neethling Barnard. Médico e cientista sul-africano. Nasceu em Beaufort, África do Sul em 1922. Especializou-se nas afecções relacionadas ao coração. Foi o primeiro cirurgião a realizar um transplante de coração humano; que foi realizado no dia 03 de Dezembro de 1967. O paciente Louis Washkansky suportou bem, mas em 21 de Dezembro de 1967 veio a falecer devido a uma pneumonia. A 02 de Janeiro de 1968, novo transplante é realizado por sua equipe. É seu primeiro êxito: o paciente Philip Blaiberg reagiu bem, deixou o hospital e viveu ainda quase 2 anos.

Biografia
Estudou Medicina e Química na Universidade do Cabo, aperfeiçoando-se depois nos Estados Unidos e na União Soviética. Pioneiro na realização de transplantes do coração fez a primeira operação desse gênero em 3 de Dezembro de 1967, servindo-lhe de paciente Louis Washkansky, que, entretanto ele faleceu 18 dias depois; vitimado por pneumonia. O segundo transplante teve como receptor o dentista Philip Blaiberg, operado em 2 de Janeiro de 1968, que veio a falecer em 17 de agosto de 1969. Em 1974 realizou outra operação inédita no ser humano: implantação de coração em paciente cardíaco que conserva o coração doente, passando, desse modo, a viver com dois corações. Em princípios de 1982, acometido por forte artrite reumatóide, que lhe tolheu quase inteiramente o movimento das mãos, Barnard abandonou a cirurgia.

Foi um estudante tranquilo e extremamente dedicado na Escola de Medicina da Universidade da Cidade do Cabo, no início da década de 1940. Esteve nos Estados Unidos, onde assistiu um dos melhores cardiologistas da América, Walton Lilliehei. Na década de 1960 realizou várias experiências com cães, até que outro cirurgião americano, Walter Shumway, anunciou sua intenção de fazer um transplante de coração humano. Barnard adiantou-se e, em 3 de Dezembro de 1967, realizou a primeira operação do gênero. O paciente morreu em poucos dias, mas o do segundo transplante viveu 594 dias após a operação. Barnard ainda fez outros transplantes mas, com artrite reumatóide, foi obrigado a interromper a carreira.

Referências:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.